Moção de repúdio do Coletivo Quebrando Muros a reitoria da UEM

Durante o mês de agosto e setembro uma onda de greves e ocupações permeou as universidades federais e estaduais públicas por todo o país. Na UFPR, nós, estudantes, estivemos em greve durante quase um mês. Diante do descaso da Reitoria com o instrumento legítimo de reivindicação e aproveitando a mobilização e força estudantil que a greve gerou, ocupamos a reitoria para que nossas pautas fossem atendidas, e assim obtivemos grandes vitórias.

Acompanhamos o processo de luta dos estudantes da UEM que também culminou na ocupação da reitoria, o descaso desta com as pautas estudantis prosseguiu e, como se não bastasse, foi além, sendo capaz de descumprir sua própria palavra de não punição aos ocupantes que lutavam pela educação de qualidade.

A atitude tomada pela Reitoria da Universidade Estadual de Maringá é falsa, covarde e indignante. O coletivo Quebrando Muros solidariza-se às ações contra essa medida de punição aos estudantes e manifesta seu repudio a postura autoritária da reitoria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s