Greve Estudantil UFPR: CONSTRUÇÃO, INSTRUMENTOS E LUTAS + VITÓRIAS E RESULTADOS DA GREVE ESTUDANTIL

Após quase três meses de greve estudantil, na UFPR, finalmente
podemos dizer que tivemos avanços significativos
na negociação das nossas pautas com a Reitoria. Devemos,
no entanto, entender como se deu esse processo!
Desde o seu início a sua construção se deu através de assembleias
gerais de base, de forma horizontal, onde todos
os estudantes tinham o mesmo poder de decisão e voz, ao
invés de ser dirigida por supostos representantes dos estudantes.
A prova disso é que no inicio da nossa greve a reitoria
não se esforçou nenhum um pouco em atender nossas
pautas, tendo 5 rodadas de “negociação” onde as pautas
foram somente lidas, sem nenhuma avanço.

Esse quadro mudou após o ato unificado pela educação,
que reuniu mais de 1200 pessoas e principalmente após o
ato do 3-J, que reuniu cerca de 300 estudantes e culminou
na ocupação da Reitoria. Vale lembrar que essa ocupação
foi decidida em uma assembleia geral e, no meio do processo,
sua continuidade foi referendada por outra assembleia,
que contou com mais de 520 estudantes. Portanto,
não foi através de instrumentos burocráticos que conseguimos
as vitórias, mas sim através da ação direta. A ação
radicalizada mostrou-se necessária, tanto por manter vivo
o movimento durante o período das férias de julho, quanto
como instrumento político para conquista efetiva das pautas.

Podemos ver o resultado de nossas ações desde o início do
movimento no cenário em que nos encontramos, tanto da
construção através da base quanto dos instrumentos de radicalização
do movimento: obtivemos conquistas significativas
nas pautas locais!Agora é o momento de mudar o foco
da nossa luta, devemos nos manter mobilizados para a construção
e fortalecimento da nossa greve a nível nacional,
concentrar-nos na negociação local conjunta (com as três
categorias) e apoiar a luta dos professores e técnicosadministrativos,
nos somando às suas mobilizações, por entender
que nossa luta, independente de categoria, é uma
só: pela educação pública, gratuita e de qualidade.

Em breve será lançado o balanco desta greve por parte do CQM, acompanhe o nosso blog e também as edições impressas de “A Fagulha”.

ACESSE AQUI O TEXTO EM SEU FORMATO JORNAL EXTRAORDINÁRIO A FAGULHA (16.08.12)

jornal xi assembleia QM

ACESSE AQUI O DOCUMENTO COM OS RESULTADOS DAS NEGOCIAÇÕES ENTRE ESTUDANTES GREVISTAS E REITORIA:

Pauta Geral dos Estudantes – versão de negociação 14-08-2012 (1)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s