Moção de repúdio à violência policial aos etudantes da UFES

Nós, estudantes e trabalhadores do Coletivo Quebrando Muros, vimos por

meio desta moção repudiar a ação violenta da Polícia Militar do Espirito
Santo contra os estudantes da UFES- campus de Goiabeiras, no dia 05 de
outubro. Entendemos que a Universidade deve ser um espaço democrático e de
debate crítico, e JAMAIS de repressão policial e que os estudantes podem
e devem utilizar os espaços da universidade, não só no âmbito acadêmico,
como também no político, cultural, social, prezando sempre pela autonomia
e livre expressão.

Percebemos que os casos de militarização dos campi de diversas
universidades públicas do país só vem aumentando, já tivemos casos
recentes na USP, UNIFESP Guarulhos, UERJ e agora a UFES entre tantos
outros. Esta postura é contrária aos direitos de liberdade de pensamento e
manifestação dentro da universidade, visto que fere a autonomia
universitária. Em todos os exemplos, vemos que a intervenção policial
sempre é violenta, e vem no intuito de conter manifestações e atos de
estudantes e trabalhadores em luta por melhorias na educação, condições de
trabalho e agora até em atividades culturais.

Nesse sentido, é inadmissivel a violência cometida contra os estudantes da
UFES.
Expressamos também nosso total apoio aos estudantes!

FORA PM DA UFES!

Coletivo Quebrando Muros

Anúncios