NOTA SOBRE O ATO PELA SEGURANÇA NA UFAL

 

                                                  

   Por que a Resistência Popular – AL foi contra o Ato pela Segurança que aconteceu na UFAL no dia 23 de maio de 2013? Porque o mesmo aconteceu de maneira atropelada. E por que isso se deu? Porque uma parcela das pessoas que estavam na reunião que o deliberou, mostraram desinteresse em construir uma unidade. Não sabendo ouvir às argumentações dos demais presentes.
   Uma das argumentações era de fazer uma assembleia no hall da reitoria – para dar visibilidade –, elencar, coletivamente, uma pauta de reivindicações, para, em seguida, entrar no gabinete da reitoria, para ser entregue a pauta e marcar uma reunião. E isso, porque a intenção primeira era centrar fogo em pautas que era sabido que seriam mais fáceis de serem alcançadas. Lembrando, que esta agitação começou, porque quatro cursos (Ciências Sociais, Filosofia, História e Letras) foram mandados para dois blocos que estão em construção nos limites finais da UFAL, favorecendo assim, a insegurança para os estudantes, professores e técnicos.
    Portanto, seria de fundamental importância formar uma unidade de luta. A assembleia viria neste sentido, pra saber o que, de fato, os estudantes querem, e não tirar das próprias cabeças conclusões do que eles querem. Daí, a real relevância da assembleia para uma coesão do movimento. Conseguindo esta inicial unidade, a pauta se estenderia para algo maior. O problema da segurança não é um problema da UFAL, muito menos, somente das Universidades Federais do Brasil; sequer é um problema só de Maceió, ou do Estado de Alagoas. O problema da segurança abrange toda a nossa sociedade e vem de muito tempo. Logo, não é um ato sem forças que conseguiria solucionar essa problemática. E, é de maneira crescente que, sim, acreditamos ser possível partir para enfrentamentos mais complexos que tangem toda a sociedade.
   No entanto, a proposta da assembleia foi tratorada para se fazer um tipo de ato nos moldes vanguardistas, que favorecem o propagandeamento das organizações em detrimento do protagonismo da base estudantil como agente reivindicador de suas próprias necessidades, onde o espaço do movimento torna-se palanque para se hastear bandeiras e fazer discursos em nome da entidade e não da base estudantil. Isto é ativismo: lutas pontuais descoladas de um compromisso permanente com as causas do movimento (pois é sabido que o problema da segurança não se resolveria com este tipo de ato). Por isso, nós da Resistência Popular, entendemos a maneira como decorreu a construção e a própria realização do ato como retardadoras ao processo de construção coesa do movimento estudantil na UFAL.
   Defendemos uma proposta de atuação direta, feita pelo povo, com o povo e para o povo, coisa que não aconteceu neste ato, pois não tínhamos o respaldo da base. O que foi feito deste, definitivamente não deve ser compreendido como ação direta.
   Ao contrário do que aconteceu, acreditamos que ao menos a mínima unidade entre os quatro cursos deveria ter sido buscada e que o debate necessitava de amadurecimento para sua execução, e assim pudéssemos conquistar os resultados desejados. Então, acreditamos e defendemos a construção de lutas levadas a cabo, verdadeiramente, pela ação direta e que contenham a maturidade necessária ao movimento para que este possa erguer-se de modo a dar respostas que incomodem – diferente do resultado do ato ocorrido – os responsáveis pela situação de insegurança e precariedade a qual estamos postos; e com isto conquistemos, pela força do povo, aquilo que desejamos.

Resistência Popular AL- Comitê estudantil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s