CQM convida: Participe das atividades da Frente de Luta pelo Transporte

REDUZIR A PASSAGEM DO BUZÃO PELA FORÇA DAS RUAS!

Milhões nas ruas em todo o Brasil. No dia 17 de junho em Curitiba, mais de quinze mil pessoas foram protestar contra a tarifa injusta e a violência da polícia. Na quinta e na sexta-feira também ocorreram grandes mobilizações. Pressionado pela força do movimento, no dia 20, o prefeito Gustavo Fruet baixou a tarifa de R$ 2,85 para R$ 2,70. A redução da tarifa foi uma vitória do movimento. Mas foi uma vitória insuficiente.

Exigimos a redução da tarifa para R$ 2,60 nos dias de semana e 1 real aos domingos. Exigimos o congelamento do preço nesse valor. E mais. Os recursos que bancam essa redução não podem vir de serviços públicos, mas do lucro dos empresários de transporte, essa máfia que ganha muito dinheiro às custas do nosso direito de ir e vir.

Somos pela criação de uma empresa pública para gerir o transporte. Somos pela tarifa zero! Mobilidade urbana não é só ir ao trabalho, mas ter um acesso verdadeiro à cidade. Lutamos para que seja aberta a caixa preta da URBS e haja transparência no valor da tarifa para toda a população! A juventude é a mais afetada com a falta de empregos. Por isso lutamos pelo passe livre estudantil, para que o estudante tenha garantido o acesso á educação. Somos contra a proposta de ônibus específicos para mulheres, porque não resolve a questão, não ataca o machismo. A diminuição da passagem e a melhoria da qualidade também é uma pauta das mulheres.

A Copa do Mundo também atinge nossos direitos! São despejos forçados, mudança dos trajetos de ônibus para isolar a população das áreas dos estádios. A não integração metropolitana também é reflexo disso. Por isso lutamos contra os crimes da Copa, a exemplo da manifestação que ocorreu no sábado em Brasília!Imagem

Em Brasília, No Rio de Janeiro e em São Paulo, as manifestações estão cada vez maiores. O povo perdeu a paciência! O Estado e a polícia perderam a razão! Não estamos numa ditadura, mas a violência da repressão caiu com mão de ferro. Batem, atiram, prendem, reprimem. A Polícia Militar vê o povo como seu inimigo e os governos não estão do nosso lado. Lutamos contra a repressão criminosa e violenta das manifestações. Temos o direito e o dever de protestar! E somos maioria. Nenhum cacetete, nenhuma bala de borracha vai nos deter.

2,60 JÁ! SE A TARIFA NÃO BAIXAR, CURITIBA VAI PARAR!

Frente de Luta pelo Transporte

Atividades:

-Conversa sobre a Tarifa Zero com o Professor Lafaiete Neves

Onde: Reitoria da UFPR, anfiteatro 100, Dom Pedro I na Rua General Carneiro, 460.

Quando: Sexta, 28 de junho a partir das 18h30min.

-Assembleia da Frente de Luta pelo Transporte

Onde: Praça Owaldo Cruz, R. Brigadeiro Franco, s/ nº, Centro.

Quando: Segunda, 1 de Julho a partir das 18h30mim.

-VI Ato Pela Redução da Passagem em Curitiba

Onde: Concentração na Boca Maldita.

Quando: Terça, 2 de julho às 18h30min.

Participe também:

Ato pela redução da tarifa (quinta, 27.06 às 12h em frente ao Restaurante Universitário da UFPR).

Ato da Frente popular (sábado, 29.06 às 10h na Boca Maldita).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s