Mês: setembro 2014

ATO: (DES)COMEMORAÇÃO DE UM ANO DE ANIVERSÁRIO DO PROJETO DE PASSE LIVRE

protesto_camara

Neste mês de Outubro fará um ano (mais exatamente no dia 15 de outubro) da ocupação da Câmara de Vereadores de Curitiba por parte da Frente de Luta pelo Transporte (FLPT) e Organizações participes. Na ocasião os militantes da Frente reivindicavam, para que a Câmara fosse desocupada, que fosse colocado em tramitação, em caráter de urgência o Projeto de Lei (PL) do Passe Livre para estudantes e desempregados. Assim, no dia 16 de outubro em uma reunião entre mais de 30 vereadores e a FLPT foi acordado que o projeto tramitaria até dezembro do mesmo ano.
Um ano se passou e nada tramitou, mas pior do que isso a Câmara chegou a perder os documentos do protocolo, e negar a entrega dos mesmos, entrega e protocolo que foi noticiada no site da instituição. Na segunda feira da semana passada, dia 22.09, quando finalmente o projeto iniciaria seus tramites na comissão legislativa (que atesta se o projeto é passível de tramitação ou não), novamente um dos documentos (já entregues duas vezes) não se encontrava na Câmara, bem como mais uma vez foi alegada falta de assinaturas. Como vemos esta palhaçada vem se estendendo a quase um ano.
Por isso resolvemos (des)comemorar o aniversário de um ano do PL do Passe Livre levando um bolinho e velinhas a Câmara para celebrar junto a nosso PL seu aniversário. Deste modo, convocamos todxs os lutadores/as da causa do transporte a comporem um ato nesta Quinta (02 de outubro), pois como percebemos somente a força das ruas pode fazer aprovar o Passe Livre, pois dependendo dos vereadores nosso PL do Passe Livre fará muitos aniversários mais.

Quando: QUINTA, 02 DE OUTUBRO
Onde: CÂMARA DE VEREDORES.
CONCENTRAÇÃO A PARTIR DAS 12:30

Frente de Luta pelo Transporte

Anúncios

[CTZ] Catracas matam!

Retirado de: http://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2014/09/26/catracas-matam/

Trabalhadores, Trabalhadoras e Estudantes;

Temos uma boa e uma má notícia para vos dar:

Na segunda-feira desta semana o projeto de passe-livre para desempregados e estudantes obteve um parecer favorável na Câmara Municipal e deve começar o processo de tramitação. É importante que os pressionemos para que este processo seja agilizado. Mais informações http://www.bandnewsfmcuritiba.com/2014/09/22/camara-da-parecer-favoravel-ao-projeto-de-passe-livre-para-estudantes-e-desempregados-em-curitiba/ 

Já a terça-feira não foi tão feliz para os lutadores por um mundo sem catracas. Um motorista do sistema de transporte público esfaqueou e matou um jovem que havia furado um tubo no Sítio Cercado. Esta atitude absurda com conotações fascistas deve ser analisada por todo indivíduo interessado na luta por um transporte público digno, de qualidade e livre. A mentalidade burguesa é tão corrosiva que faz o trabalhador reproduzir suas atitudes fascistas, como o ódio ao que ele provavelmente considerou um vagabundo, um marginal, chegando ao ponto de assassiná-lo, para defender o quê? O lucro do patrão? É lamentável o ponto em que chegou esta situação. Mais informações http://www.bandab.com.br/jornalismo/jovem-fura-catraca-e-e-assassinado-dentro-de-estacao-tubo-em-curitiba-autor-seria-ex-cobrador/
Afinal de contas, de quem é a culpa da condição indigna em que trabalham cobradores e motoristas? De quem é a culpa da condição indigna sob a qual precisam se locomover trabalhadores, trabalhadoras e estudantes, principalmente os moradores da periferia? Da máfia do transporte público em conluio com a prefeitura, que a cada ano aumentam o valor da tarifa, que descontam do salário do cobrador em caso de assalto entre tantos outros absurdos.

Pular a catraca é uma ação legítima contra uma condição injusta, trabalhadores do sistema de transporte e usuários devem estar unidos contra os interesses dos empresários mercenários que dominam o sistema de transporte da cidade e não matando a si próprios pra defender o lucro do patrão.

Nossos pêsames ao jovem assassinado.

Por  um mundo sem catracas;

Tarifa Zero Curitiba

Reitoria da UFPR terá de se explicar sobre arbitrariedades na aprovação da EBSERH!

Reitor da UFPR terá que se explicar na justiça sobre votação da EBSERH pelo golpe do celular

Retirado de: http://www.sinditest.org.br/noticias_detalhe/5/funpar/2119/reitor-da-ufpr-tera-que-se-explicar-na-justica-sobre-votacao-da-ebserh-pelo-do-golpe-do-celular

 

O Reitor Zaki Akel deve explicações judiciais sobre a manobra que fez do dia 28 de agosto para aprovar a qualquer custo a entrega do Hospital de Clínicas à EBSERH. A UFPR recebeu o despacho da Justiça Federal na sexta-feira (19) e foi intimada a apresentar no prazo de cinco dias diversos documentos que comprovem de fato a legalidade da sessão do Conselho Universitário.

Veja quais são os documentos que a Reitoria deverá apresentar:

“a) comprovação da regularidade da convocação e do quórum da sessão realizada em 28.08.2014, para que Conselheiros pudessem participar da sessão em outro lugar que não na Sala dos Conselhos, bem como, lista de presença devidamente assinada;

b) contagem da votação realizada, com discriminação de número de votantes em cada opção de votação (`sim` ou `não`), bem como individuação dos votos dos Conselheiros;

c) à coordenação dos trabalhos referentes à inscrição para fala, no que diz respeito às declarações de votos e questões de ordens, discriminando-se pessoas inscritas e motivo de inscrição;

d) cópia da gravação integral, audiovisual, dos acontecimentos do dia 28 de agosto realizadas pela TV UFPR tanto na Sala dos Conselhos quanto no Hospital de Clínicas”.

Confira na página da JFPR.
[Medida cautelar, número 50629039520144047000.
]

A ação judicial foi movida pela APUFPR-SSind, que pretende trazer a público documentos que sem qualquer justificativa ainda estão mantidos em sigilo desde a votação do golpe pelo celular do dia 28.

O Sinditest já havia acionado a justiça solicitando a anulação da sessão, no entanto, teve o pedido negado pela juíza Soraya Túlio, a mesma juíza que acusa abusiva a paralisação 24 horas dos trabalhadores da FUNPAR, realizada no dia 15 de abril de 2014.

Relembre o caso
Os (as) trabalhadores (as) FUNPAR/HC cruzaram os braços por 24 horas pela defesa e manutenção de seus empregos, devido à ação civil pública que tramita há pelo menos uma década na justiça do trabalho e que até agora não teve solução que garanta a esses (as) trabalhadores (as) os seus direitos, depois de mais de 25, 30 anos empenhando sua juventude e saúde no HC.

O Reitor Zaki Akel até agora só faz promessas, mas não efetiva em juízo medidas reais, que garantam a tranquilidade nos empregos de aproximadamente mil trabalhadores e trabalhadoras, pelo contrário, tentou fazer barganha destes postos de trabalho para conseguir aprovar a EBSERH. Os trabalhadores reivindicam estabilidade de sete anos e a vigência da cláusula de estabilidade pré-aposentadoria, válida por três anos.

FORA EBSERH!

PELA MANTENÇÃO DOS EMPREGOS da FUNPAR/HC!

#SOMOSTODOSNICOLAS!

ASCOM Sinditest

[CTZ] Amanhã: Projeto de lei do Passe Livre inicia tramitação!

Retirado de: http://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2014/09/22/185/

Trabalhadores e Trabalhadoras,

Nesta segunda-feira dia 22, o projeto de passe livre para estudantes da Frente de Luta pelo Transporte, finalmente será apreciado na comissão legislativa da Câmara Municipal de Curitiba.

O Coletivo Tarifa Zero estará presente para cobrar dos vereadores uma posição em relação ao projeto de lei de iniciativa popular do Passe Livre Estudantil que se encontra parado na Câmara. Aproveitamos também esta oportunidade para lembrar que este projeto só entrou na Câmara Municipal de Curitiba após a vitoriosa ocupação da mesma, que a Frente de Luta pelo Transporte realizou  há quase um ano atrás, em outubro de 2013. Nesta ocasião, ouvimos promessas de que o projeto seria votado em caráter de urgência.  O que não apenas não aconteceu como a Câmara Municipal de Curitiba perdeu os documentos entregues pelo movimento, necessários a tramitação do projeto. Este fato, julgamos é suficiente para  evidenciar o descaso e a incompetência da casa em relação as matérias que são do interesse popular.

Convidamos todos os lutadores, aqueles que almejam uma vida sem catracas a comparecerem a essa sessão da comissão legislativa, na segunda-feira, dia 22, as 8 horas da manhã, na Câmara Municipal de Curitiba (Praça Eufrásio Corrêa) para mais uma exigir que um direito nosso, negado pelos representante do pode público. Nós do Tarifa Zero temos a certeza, que a força do Projeto de lei da Frente de Luta pelo Transporte esta na população, porque é apenas com a pressão do povo que avançaremos nesta luta, pois como vimos a Câmara e os vereadores não somente não se interessam pela medida, como buscam criar entraves a sua tramitação

Coletivo Tarifa Zero – Curitiba

Por Uma Vida Sem Catracas!

catraca ctz

[Campo Mourão] Apresentação do Coletivo Quebrando Muros

É com muita satisfação que xs convidamos para a apresentação do Coletivo Quebrando Muros em Campo Mourão!

Somos um agrupamento de tendência libertária, com o intuito de acumular forças para lutar contra a exploração e dominação do homem pelo homem, criando uma forma diferente de poder, o Poder Popular!

Buscamos sempre a autonomia, nos organizando através da autogestão e defendendo a ação direta dxs oprimidxs como forma de fazer política, deixando de lado representantes que procuram falar em nome do povo. Atuamos nos movimentos estudantil, comunitário e sindical, defendendo nossos princípios dentro de tais movimentos.

Aquelxs que quiserem saber um pouco mais, podem dar uma olhada nos nossos documentos:

Carta de Apresentação: https://quebrandomuros.files.wordpress.com/2010/11/carta-de-apresentac3a7c3a3o-coletivo-quebrando-muros.pdf

Carta de Princípios: https://quebrandomuros.files.wordpress.com/2010/11/carta-de-princc3adpios-cqm.pdf

Venham conhecer e discutir um pouco sobre uma proposta de atuação libertária nos movimentos sociais!

Quando: 21/09/2014 (domingo), às 14 hrs.

Onde: Rua Francisco Ferreira Albuquerque com a Av. Capitão Índio Bandeira

130