Arquivo de novembro, 2014

[CURITIBA] 3° Encontro do Grupo de Estudos em Autogestão (GEA)

Publicado: novembro 24, 2014 em Sem categoria
Tags:, ,

O Coletivo Quebrando Muros volta a articular o Grupo de Estudos em Autogestão (GEA) neste final de ano de 2014!

Estamos discutindo a cartilha da Universidade Popular/RJ – MTD (atual MOB), chamada ‘CAPITALISMO, ANTICAPITALISMO E ORGANIZAÇÃO POPULAR”.

Na primeira quarta de dezembro, teremos nosso terceiro encontro e continuaremos discutindo a primeira parte da cartilha.

QUANDO: Quarta-feira, 03/12, 19:00.
ONDE: Sala 404, D. Pedro II (prédio menor), Reitoria UFPR.

Baixe a obra completa aqui: Cartilha MOB

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/739390889450246/

 

Retirado de: http://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2014/11/18/quarta-19-11-curitiba-vai-parar-i-ato-contra-o-aumento-da-tarifa/

Devido a chuva de ocorrida na sexta (14.11) remarcamos o ato para quarta (19.11), para contarmos com força total contra o aumento da tarifa.

Releia a matéria abaixo para entender melhor:http://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2014/11/12/assembleia-da-flpt-sexta-vai-ser-maior/

Ontem, dia 11 de novembro as 18h, ocorreu a assembleia da Frente de Luta pelo Transporte (FLPT), na Santos Andrade, estiveram presentes mais de 100 pessoas. O Coletivo Tarifa Zero esteve presente como membro da FLPT.Cabe comentar que antes da reunião por volta das 12h, militantes da FLPT protocolaram junto a prefeitura um pedido de audiência com Gustavo Fruet, na ocasião os militantes foram hostilizados (como sempre) pela Guarda Municipal. Até o momento Fruet não respondeu o pedido da FLPT.
Na assembleia horizontal, ocorrida na praça Santos Andrade, todxs xs presentes que desejaram puderam se manifestar. Estiveram em pauta o programa de lutas da Frente, onde foi aprovado, claro que apontando como prioridade imediata a redução da tarifa a 2,70R$. Foi aprovado como programa da Frente as seguintes demandas:

-Contra o aumento da tarifa que a elevou par 2,85R$, Redução imediata para 2,70R$;
– Quatro relatórios apontam superfaturamento na tarifa (TCE< CPI, Urbs e Sindicatos), tais relatórios apontam que a tarifa pode chegar a 2,25R$, assim, 2,25R$ já!;
-Congelamento da tarifa em 2,25R$;
-Rompimento dos contratos devido a irregularidades, dentre elas formação de cartel na licitação pela família Gulin;
-Fim do subsídio nas passagens (cobrança direta), quem paga os impostos são os trabalhadores, destinar dinheiro público a empresas é sobretaxar os trabalhadores, desviando dinheiro da saúde, educação, etc.
-Contratação de cobradores;
-Supressão de cobranças para compra e abastecimento do cartão magnético;
-Controle social com estatização do transporte público;
-Aprovação do PL do Passe Livre na Câmara;
-Tarifa Zero;

Devido a chuva o primeiro grande ato ocorrera nesta quarta (19.11), concentração as 18h na Boca Maldita:

https://www.facebook.com/events/784643888296680/?ref=22

Seja a Frente, venha as renuiões, participe dos atos, apoie as ações!
Todas as ações da Frente e reuniões são comunicadas em sua página, logo
Para saber sobre a Frente, curta a página:

https://www.facebook.com/FLPTCuritiba?fref=ts

Se a tarifa aumentar, Curitiba vai Parar!
Se a tarifa abaixar, Pela Força Popular!
Amanhã vai ser Maior!

FALTAM 3 DIAS !

Retirado de: http://organizacaodebase.wordpress.com/2014/11/17/parana-12-de-novembro-dia-de-luto-e-luta-pela-morte-de-eduardo-domenique-de-oliveira/

Ontem, dia 11 de novembro as 18h, ocorreu a assembleia da Frente de Luta pelo Transporte (FLPT), na Santos Andrade, estiveram presentes mais de 100 pessoas. O Coletivo Tarifa Zero esteve presente como membro da FLPT.Cabe comentar que antes da reunião por volta das 12h, militantes da FLPT protocolaram junto a prefeitura um pedido de audiência com Gustavo Fruet, na ocasião os militantes foram hostilazados (como sempre) pela Guarda Municipal. Até o momento Fruet não respondeu o pedido da FLPT.
Na assembleia horizontal, ocorrida na praça Santos Andrade, todxs xs presentes que desejaram puderam se manifestar. Estiveram em pauta o programa de lutas da Frente, onde foi aprovado, claro que apontando como prioridade imediata a redução da tarifa a 2,70R$. Foi aprovado como programa da Frente as seguintes demandas:

-Contra o aumento da tarifa que a elevou par 2,85R$, Redução imediata para 2,70R$;
– Quatro relatórios apontam superfaturamento na tarifa (TCE< CPI, Urbs e Sindicatos), tais realtórios apontam que a tarifa pode chegar a 2,25R$, assim, 2,25R$ já!;
-Congelamento da tarifa em 2,25R$;
-Rompimento dos contratos devido a irregularidades, dentre elas formação de cartel na licitação pela familía Gulin;
-Fim do subsídio nas passagens (cobrança direta), quem paga os impostos são os trabalhadores, destinar dinheiro público a empresas é sobretaxar os trabalhadores, desviando dinheiro da saúde, educação, etc.
-Cotratação de cobradores;
-Supressão de cobranças para compra e abastecimento do cartão magnético;
-Controle social com estartização do transporte público;
-Aprovação do PL do Passe Livre na Câmara;
-Tarifa Zero;

Foi deliberado também pela realização do I Grande Ato contra o Aumento da Tarifa, na sexta, concentração a partir das 18h na Boca Maldita.

https://www.facebook.com/events/1505592939693795/?context=create&previousaction=create&source=49&sid_create=2812379515

Após o fim da assembleia, os presentes saíram em ato da XV de Novembro até a Rui Barbosa, distribuindo os panfletos com a convocação do ato a população.

Seja a Frente, venha as renuiões, participe dos atos, apoie as ações!
Todas as ações da Frente e reuniões são comunicadas em sua página, logo
Para saber sobre a Frente, curta a página:

https://www.facebook.com/FLPTCuritiba?ref=hl

Se a tarifa aumentar, Curitiba vai Parar!
Se a tarifa abaixar, Pela Força Popular!
Amanhã vai ser Maior!

FALTAM 3 DIAS !

O menino Eduardo morreu pela falta de condições dignas de moradia na Portelinha/Nova Santa Quitéria. O povo se organizou, fez barricadas e a Prefeitura de Curitiba e COHAB já marcaram reunião para negociar nossas exigências. (Entenda em: http://organizacaodebase.wordpress.com/2014/11/13/parana-eduardo-presente-nosso-luto-e-na-luta/)

nossolutaeculpa

 

Ontem, 13 de novembro, Eduardo Domenique de Oliveira foi enterrado durante o período da tarde. Nesta mesma tarde, uma comissão dos moradores da Portelinha/Nova Santa Quitéria foi à reunião marcada com a Prefeitura de Curitiba, enquanto outros moradores e apoiadores faziam um ato do lado de fora.

As exigências do movimento são:

Pautas Prioritárias

1 – Regularização da água (1 relógio por casa)

2 – Saneamento básico

3 – Regularização da energia elétrica

4 – Regularização fundiária (realocação das famílias que moram em área de risco e regularização do restante das casas)

 

Pauta Secundária

1 – Apuração da negligência por parte do Corpo de Bombeiros

nossalutapref

Na reunião ficou definido que dentro de 15 dias nosso movimento terá uma reunião com a Prefeitura de Curitiba, COHAB, SANEPAR e COPEL, para definirmos a data em que cada família passará a ter ÁGUA E LUZ REGULARIZADAS. Nesta mesma reunião, o Estado nos apresentará um projeto de regularização.

A COHAB ofereceu um apartamento para a família de Eduardo para que fiquem até a regularização da Portelinha/Nova Santa Quitéria.

MAS SE O ESTADO NÃO CORRESPONDER COM NOSSAS EXIGÊNCIAS, OS PODEROSOS VERÃO DO QUE O POVO UNIDO É CAPAZ!

[MOB-Paraná] EDUARDO PRESENTE! NOSSO LUTO É NA LUTA!

Publicado: novembro 13, 2014 em Sem categoria

” No dia 12 de novembro de 2014 perdemos mais um menino por falta de condições dignas de moradia. Perdemos uma criança em mais um incêndio ocorrido na Nova Santa Quitéria.

20141112_144744

Na noite de terça-feira, 11 de novembro, as chamas do fogão se alastraram pela casa de Eduardo Domenique de Oliveira, menino de 8 anos. Ele tentou se proteger no banheiro da casa, mas ficou preso pelo fogo. A Policia Militar chegou em 10 minutos, porém os bombeiros, que estão a menos de 8 km de distância (15 minutos) demoraram mais de uma hora e meia! Neste tempo, os moradores já haviam levado a criança quase sem vida ao hospital, mesmo com a policia tentando impedir que os moradores se aproximassem.

Em mutirão os moradores apagaram o incêndio, mas a dificuldade de apagar o fogo foi ainda maior porque a água na comunidade é escassa, tendo um relógio d’água para 75 famílias. A pauta da regularização da água é histórica na ocupação e vem sendo ignorada pelo Estado há 8 anos, desde o inicio da ocupação.

Eduardo faleceu às 6 da manhã e foi velado no Clube da Mães da comunidade. Ao mesmo tempo, centenas de moradores da Nova Santa Quitéria e Portelinha se manifestavam para que tragédias como esta não voltem a acontecer. Exigimos moradia digna! Exigimos regularização de água, luz e do terreno em caráter de urgência!

Hoje, quinta-feira, o enterro será no Cemitério Parque Senhor do Bonfim em São José dos Pinhais, às 11 horas. E após a cerimonia os moradores irão em luto para a luta. Haverá mais uma manifestação em frente à Prefeitura de Curitiba para recebermos uma resposta a nossas exigências. 

20141112_193059

EDUARDO PRESENTE! PRESENTE! PRESENTE!

NEM ESQUECER! NEM PERDOAR!

REGULARIZAÇÃO JÁ! “

Retirado de: https://organizacaodebase.wordpress.com/2014/11/13/parana-eduardo-presente-nosso-luto-e-na-luta/

Apoiamos e Construímos: SARAU PELO DIREITO AO CAMPUS – UEM

Publicado: novembro 9, 2014 em Sem categoria

10408545_10154985469340206_8436766348147121706_n

cqm