Jo Freeman

[Curitiba] GRUPO DE ESTUDOS EM AUTOGESTÃO – FAP

Neste sábado acontece o 1º encontro do Grupo de Estudos em Autogestão da FAP/UNESPAR. O espaço é aberto para todos os interessados no tema da Autogestão aplicado a prática política. O texto base para o encontro é “A tirania das organizações sem estrutura”, da militante feminista Jo Freeman.

Quando: Sábado 18/04 – 14h30
Onde: Sala dxs Estudantes – FAP
Rua dos Funcionários, 1357. Bloco 2, 1º andar

Formação Política sobre AUTOGESTÃO e MOVIMENTO ESTUDANTIL

O Coletivo Quebrando Muros Convida a tod@s os estudantes interessados para:

Formação Política sobre  Autogestão e Movimento Estudantil

A ideia é abrirmos um espaço de discussão entre aqueles que desejam um novo movimento estudantil: AUTONÔMO, HORIZONTAL e COMBATIVO. Este espaço tem por objetivo tanto a formação política destes os qualificando para as ações, e auxiliando a pensar nos problemas cotidianos de traçar uma estratégia libertária, assim como pensar em uma agenda comum de ações coordenando nossos esforços.

Quando?  11/12 (sabádo), 9h as 12h-14h as 17h.

Local? EP3 no 3º andar do D. Pedro II.

Onde encontro os textos? fotocopiadora da Reitoria, Rua Amintas de Barros ao lado da casa das bolachas, pasta Grupo de Estudos  Autogestão

Como obtenho mais informações? quebrandomuros.wordpress.com ou autogestaoufor@gmail.com

Sugerimos alguns textos para serem lidos antes do encontro:

-Delinquêcia acadêmica Tragtenberg
-A tirania das organizações sem estrutura jo Freeman
– Criar um Povo Forte (Felipe Corrêia) 8 pgs
-Estilo de trabalho libertário ( texto a não ser divulgado a pedido da organização, disponível somente a militantes) 4 pgs
-Cartilha da univesidade Popular-RJ e MTD
-O Programa anarquista Malatesta (17 pgs)
– A concepção autogestionária do anarco-sendicalismo, Rene Berthier, 13 pgs
-Democracia autogestão e movimento estudantil 12 pgs
-a delegação de poder, revista protesta, 2 pgs
-A ação direta, revista protesta, 1 pg

Formação QM

Reuniões do Coletivo MANGUE

O que?

O coletivo Mangue é organizado de forma autogestionária por estudantes de biologia.  O coletivo possui o interesse em estudar temas não  abordados pelos professores na universidade e que são de extrema importância para os alunos. Além dos estudos, o coletivo tem o intuito de estimular a criação de espaço, nos quais, todos os estudantes de biologia interessados participem de forma ativa nas questões políticas referente aos estudantes.

Alguns temas estudados pelo coletivo foram: A autogestão (texto: A tirania das organizações sem estrutura – Joe Freeman), a estrutura hierárquica da universidade ( Texto: Mauricio Tratenberg), A questão sobre o uso de animais na pesquisa e em aulas praticas (Textos Thales Três, e reportagens).

Quando?

Toda sexta, as 17h.

Onde?

No setor de Ciências Biológicas (Campus Centro Politécnico).

No departamento de Genética, andar Térreo.

Onde encontro os textos?

No xerox do Biológicas, pasta 12.