Posts com Tag ‘Tarifa Zero’

No último dia 10 de Fevereiro de 2015, diversas organizações sociais participaram do 3º Ato Contra o Aumento da Tarifa, organizado pela Frente de Luta pelo Transporte – FLPT. O ato dirigiu-se até a sede da Prefeitura de Curitiba e, diante da não recepção da prefeitura e da não abertura à negociação por parte desta ou de outros entes responsivos, o movimento decidiu, por meio de uma assembleia, acampar em frente ao local e permanecer ali até que o prefeito Gustavo Fruet responda às demandas do movimento.

O ato contou com a participação de aproximadamente 500 pessoas e demonstrou, mais uma vez, tal como na ocupação da Câmara dos vereadores de Curitiba em 2013, a importância de um movimento que se constrói pela ação direta e que não espera dos representantes e da burocracia do Estado para conquistar os seus direitos. É de fundamental relevância também destacar que as decisões tomadas democraticamente por meio da assembleia sejam respeitadas e que todos os coletivos ou organizações que se comprometam a construir a Frente de Luta somem forças nestas medidas, pois somente assim é possível avançar na luta por um transporte verdadeiramente público e de qualidade.

passelivre070215

Outro caráter que também merece destaque é a maior participação das mulheres e demais setores oprimidos dentro do movimento, uma vez que historicamente tais setores possuem menos voz na sociedade. Durante o ato, por exemplo, muitas das falas e palavras de ordem foram feitas por mulheres. Acreditamos que a luta feminista e a luta dos demais setores oprimidos não deva ser pormenorizada, mas pautada lado a lado da luta por melhores condições de vida, como a questão do transporte.

O Coletivo Quebrando Muros, ao longo de sua história, tem participado ativamente da construção do movimento pelo transporte em Curitiba justamente por acreditar que é somente pela ação direta e organização constante que avançaremos com os nossos objetivos. LUTAR! CRIAR PODER POPULAR!

cqm

A NOSSA LUTA É TODO DIA, TRANSPORTE PÚBLICO NÃO É MERCADORIA!

POR UMA VIDA SEM CATRACAS

REDUÇÃO DA TARIFA JÁ!

Vem pro acampamento!

Redução já!

Negociação já!

Retirado de:  https://www.facebook.com/FLPTCuritiba/photos/a.129749317232027.1073741828.128982840642008/343408039199486/?type=1&fref=nf

Nas Jornadas de Junho de 2013, milhares de pessoas foram às ruas por todo pais para lutar por transporte público e depois por outras pautas como saúde e educação. Aqui em Curitiba o povo também ocupou a cidade e conseguimos reduzir o preço da tarifa do transporte coletivo.

Hoje, dia 10 de fevereiro de 2015, diante do absurdo aumento do preço da passagem para R$3,30 – sabendo de seu superfaturamento – estamos novamente nas ruas! Depois de 3 manifestações contra o aumento da tarifa ainda não conseguimos diálogo com a Prefeitura, que prefere ignorar a população e beneficiar os empresários da máfia do transporte.

Por isso, estamos acampados em frente ao Palácio das Araucárias, no Centro Cívico, esperando que a Prefeitura venha ouvir as demandas daqueles que dependem do transporte público para trabalhar, estudar, cuidar da saúde, ter lazer, enfim, viver em Curitiba.

Aqui ao lado, na Assembleia Legislativa, milhares de professores, servidores da educação, saúde e diversas outras categorias do funcionalismo público do Estado permanecem em Greve Geral e acampam para exigir seus direitos. Nos colocamos lado a lado também desses lutadores e convidamos a todas e todos que se solidarizam às nossas lutas para virem até aqui unir forças para conquistar vitórias!

Compartilhe e venha para o acampamento contra o aumento!

ESSA LUTA TAMBÉM É SUA!

passelivre070215

Retirado de: https://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2015/02/04/2-ato-contra-o-aumento-da-tarifa-quinta-feira-22-18hrs-na-boca-maldita-flpt-e-ctz/

E o prefeito continua com seu jogo sujo e desonesto com a população curitibana. Temos visto nos jornais, na internet, na tv e nos meios de comunicação de massa noticiarem o aumento da tarifa para cima do valor dos 3 reais, e aterrorizando a população com a ameaça do fim da Rede Integrada de Transporte – RIT, pauta histórica do movimento desde junho de 2013, quando tentaram também acabar com a integração com as 14 cidades da região metropolitana que se beneficiam com a integração e a força do povo nas ruas impediu mais essa falta de respeito ao trabalhador. E agora vemos o final de mais um episódio da novela já conhecida por todos, a tarifa aumenta e o prefeito sai de bonzinho por ainda ter conseguido manter a integração com tarifa unica. Passando ainda por cima de decisões judiciais, com a implementação da tarifa diferenciada para pagamento em cartão transporte e pagamento em dinheiro, que sera respectivamente, de 3,15 e 3,30 em dinheiro, o que não tem nenhuma justificativa concreta para essa diferença, pois o serviço é o mesmo, independentemente da forma de pagamento, e é o Ministério Público do Paraná que tem afirmada isso ( http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-3–87-20150203 ) que alega ser ilegal tal situação que também ocorre de forma similar em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.

A tarifa técnica paga aos empresários que antes era de 3,15 passa ao patamar agora de 3,60, tarifa essa que é completada com subsídios estaduais e municipais, o que nós do Coletivo Tarifa Zero nos posicionamos contra, pois a política de subsídios só serve para desmobilizar a população em torna da pauta, pois alivia o pagamento da tarifa na catraca para a população mas engrossa o pagamento com dinheiro publico! Subsídios nada mais são, do que dinheiro do bolso do trabalhador também, pois são frutos das arrecadações de impostos que nos roubam diariamente! E agora com essa tarifa Curitiba chega a estar entre as três capitais que tem a tarifa mais cara do país, perdendo apenas para São Paulo e Rio de Janeiro. Curitiba e Paraná sempre na frente, agora alem de termos o governador estadual mais bem pago do país, o prefeito mais bem pago do país, logo teremos a mafia do transporte coletivo mais bem paga do país!

Na segunda feira, dia 2 de fevereiro fomos para as ruas contra o aumento da tarifa, e continuaremos nas ruas até a tarifa cair!

CONJUNTAMENTE COM A FRENTE DE LUTA PELO TRANSPORTE CONVOCAMOS A TODA POPULAÇÃO CURITIBANA A SOMAR NESSA LUTA QUE É DE TODXS!

2 ATO CONTRA O AUMENTO DA TARIFA!

QUINTA FEIRA DIA 5 DE FEVEREIRO! CONCENTRAÇÃO AS 18HRS NA BOCA MALDITA!

https://www.facebook.com/events/638107769651990/

– Contra o aumento da tarifa que a elevou para 3,30! Redução imediata para 2,70;
– Quatro relatórios apontam superfaturamento na tarifa (TCE, CPI do Transporte, URBS e Sindicatos), tais relatórios apontam que a tarifa pode chegar a 2,25, assim, 2,25 já!; ( http://www.bandab.com.br/jornalismo/relatorio-cpi-tarifa-ate-r-222-licitacao-dezenas-indiciamentos/ )
– Congelamento da tarifa em 2,25;
– Rompimento dos contratos devido a irregularidades, dentre elas formação de cartel na licitação pela família Gulin;
– Fim do subsídio nas passagens (cobrança direta), quem paga os impostos são os trabalhadores, destinar dinheiro público a empresas é sobretaxar os trabalhadores, desviando dinheiro da saúde, educação, etc.
– Contratação de cobradores;
– Supressão de cobranças para compra e abastecimento do cartão magnético;
– Controle social com estatização do transporte público;

10945906_782451381830993_5991557158220730454_o

Retirado de: http://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2014/12/15/projeto-do-passe-livre-para-estudantes-e-desempregados-vai-para-audiencia-publica/

Hoje, dia 15 de dezembro, a comissão legislativa da Câmara de Vereadores de Curitiba (CMC), se reuniu para para deliberar acerca do destino do Projeto de Lei, por iniciativa popular, do Passe Livre para estudantes e desempregados. Existiam duas propostas, uma que exigia o arquivamento do projeto, e outra que indicava uma audiência publica. É sempre importante lembrar que este projeto só circula devido a ocupação da CMC ainda em 2013.

Por meio da mobilização e pressão da militância que se agrupa da Frente de Luta pelo Transporte, sobre a comissão, o Projeto foi encaminhado para uma audiência pública que deve ocorrer no inicio do ano que vem. Mais uma vez ficou provado que sem a mobilização e organização, não será possível a aprovação de tal projeto, afinal na CMC, como na prefeitura “falam” mais alto os interesses da máfia do transporte, todavia por nossa mobilização fazemos possível as mudanças que atendem a população.

Ano que vem teremos assim muita luta, a luta para barrar o aumento da tarifa ainda no mês de fevereiro, e a luta pela aprovação do PL do Passe Livre.

Por uma vida sem catracas!

protesto_camara

Retirado de: http://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2014/11/18/quarta-19-11-curitiba-vai-parar-i-ato-contra-o-aumento-da-tarifa/

Devido a chuva de ocorrida na sexta (14.11) remarcamos o ato para quarta (19.11), para contarmos com força total contra o aumento da tarifa.

Releia a matéria abaixo para entender melhor:http://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2014/11/12/assembleia-da-flpt-sexta-vai-ser-maior/

Ontem, dia 11 de novembro as 18h, ocorreu a assembleia da Frente de Luta pelo Transporte (FLPT), na Santos Andrade, estiveram presentes mais de 100 pessoas. O Coletivo Tarifa Zero esteve presente como membro da FLPT.Cabe comentar que antes da reunião por volta das 12h, militantes da FLPT protocolaram junto a prefeitura um pedido de audiência com Gustavo Fruet, na ocasião os militantes foram hostilizados (como sempre) pela Guarda Municipal. Até o momento Fruet não respondeu o pedido da FLPT.
Na assembleia horizontal, ocorrida na praça Santos Andrade, todxs xs presentes que desejaram puderam se manifestar. Estiveram em pauta o programa de lutas da Frente, onde foi aprovado, claro que apontando como prioridade imediata a redução da tarifa a 2,70R$. Foi aprovado como programa da Frente as seguintes demandas:

-Contra o aumento da tarifa que a elevou par 2,85R$, Redução imediata para 2,70R$;
– Quatro relatórios apontam superfaturamento na tarifa (TCE< CPI, Urbs e Sindicatos), tais relatórios apontam que a tarifa pode chegar a 2,25R$, assim, 2,25R$ já!;
-Congelamento da tarifa em 2,25R$;
-Rompimento dos contratos devido a irregularidades, dentre elas formação de cartel na licitação pela família Gulin;
-Fim do subsídio nas passagens (cobrança direta), quem paga os impostos são os trabalhadores, destinar dinheiro público a empresas é sobretaxar os trabalhadores, desviando dinheiro da saúde, educação, etc.
-Contratação de cobradores;
-Supressão de cobranças para compra e abastecimento do cartão magnético;
-Controle social com estatização do transporte público;
-Aprovação do PL do Passe Livre na Câmara;
-Tarifa Zero;

Devido a chuva o primeiro grande ato ocorrera nesta quarta (19.11), concentração as 18h na Boca Maldita:

https://www.facebook.com/events/784643888296680/?ref=22

Seja a Frente, venha as renuiões, participe dos atos, apoie as ações!
Todas as ações da Frente e reuniões são comunicadas em sua página, logo
Para saber sobre a Frente, curta a página:

https://www.facebook.com/FLPTCuritiba?fref=ts

Se a tarifa aumentar, Curitiba vai Parar!
Se a tarifa abaixar, Pela Força Popular!
Amanhã vai ser Maior!

FALTAM 3 DIAS !

Ontem, dia 11 de novembro as 18h, ocorreu a assembleia da Frente de Luta pelo Transporte (FLPT), na Santos Andrade, estiveram presentes mais de 100 pessoas. O Coletivo Tarifa Zero esteve presente como membro da FLPT.Cabe comentar que antes da reunião por volta das 12h, militantes da FLPT protocolaram junto a prefeitura um pedido de audiência com Gustavo Fruet, na ocasião os militantes foram hostilazados (como sempre) pela Guarda Municipal. Até o momento Fruet não respondeu o pedido da FLPT.
Na assembleia horizontal, ocorrida na praça Santos Andrade, todxs xs presentes que desejaram puderam se manifestar. Estiveram em pauta o programa de lutas da Frente, onde foi aprovado, claro que apontando como prioridade imediata a redução da tarifa a 2,70R$. Foi aprovado como programa da Frente as seguintes demandas:

-Contra o aumento da tarifa que a elevou par 2,85R$, Redução imediata para 2,70R$;
– Quatro relatórios apontam superfaturamento na tarifa (TCE< CPI, Urbs e Sindicatos), tais realtórios apontam que a tarifa pode chegar a 2,25R$, assim, 2,25R$ já!;
-Congelamento da tarifa em 2,25R$;
-Rompimento dos contratos devido a irregularidades, dentre elas formação de cartel na licitação pela familía Gulin;
-Fim do subsídio nas passagens (cobrança direta), quem paga os impostos são os trabalhadores, destinar dinheiro público a empresas é sobretaxar os trabalhadores, desviando dinheiro da saúde, educação, etc.
-Cotratação de cobradores;
-Supressão de cobranças para compra e abastecimento do cartão magnético;
-Controle social com estartização do transporte público;
-Aprovação do PL do Passe Livre na Câmara;
-Tarifa Zero;

Foi deliberado também pela realização do I Grande Ato contra o Aumento da Tarifa, na sexta, concentração a partir das 18h na Boca Maldita.

https://www.facebook.com/events/1505592939693795/?context=create&previousaction=create&source=49&sid_create=2812379515

Após o fim da assembleia, os presentes saíram em ato da XV de Novembro até a Rui Barbosa, distribuindo os panfletos com a convocação do ato a população.

Seja a Frente, venha as renuiões, participe dos atos, apoie as ações!
Todas as ações da Frente e reuniões são comunicadas em sua página, logo
Para saber sobre a Frente, curta a página:

https://www.facebook.com/FLPTCuritiba?ref=hl

Se a tarifa aumentar, Curitiba vai Parar!
Se a tarifa abaixar, Pela Força Popular!
Amanhã vai ser Maior!

FALTAM 3 DIAS !